3 dicas de programas para fazer em São Paulo (+ 23 lugares gratuitos para visitar em SP)

Você conhece a maior cidade da América do Sul? Não! Pois fique sabendo que é São Paulo, a nossa famosa selva de pedra. Ficou curioso para saber mais sobre o lugar? Então vamos conferir uma lista incrível de lugares gratuitos para visitar em SP.

Essa grande cidade, centro financeiro e econômico do Brasil, recebe pessoas do mundo inteiro, o tempo todo. Mas, geralmente esses visitantes não estão em busca de lazer e sim de negócios.

No entanto, São Paulo tem muito a oferecer para quem quer apenas turistar por suas ruas.

O lugar proporciona um contato multicultural, já que recebeu imigrantes de cada canto do mundo durante todos esses anos, o que criou uma mescla cultural riquíssima para a cidade.

E o melhor é que não é preciso muita grana para conhecer São Paulo. Muitos espaços que a cidade tem a oferecer, seja para programas ao ar livre ou opções culturais, são gratuitas ou não doem no bolso.

Confira a lista que preparamos com algumas sugestões de passeio para você conhecer SP sem gastar quase nada!

1)Programas ao ar livre em SP gratuitos

Existe amor em SP sim! Entre a selva de pedra é possível descobrir um paraíso. Lugares cercados de verde, parques com cantinhos sossegados para você relaxar e fazer um piquenique com a família e ruas fechadas exclusivamente para o seu lazer. Confira!

Solo Sagrado

Fonte: Shutterstock

Às margens da Represa de Guarapiranga, você encontra esse paraíso repleto de cores e paisagens encantadoras.

O Solo Sagrado foi construído pela Igreja Messiânica Mundial do Brasil para ser modelo do Paraíso Terrestre. Possui mais de 300 mil metros quadrados, rodeados por jardins, cachoeiras artificiais, árvores e espaços para caminhada.

Para quem não faz parte da comunidade messiânica, as visitas ocorrem em datas específicas, mas não é preciso fazer um agendamento prévio, apenas para grupos acima de 15 pessoas. Você encontra as datas para visitas no site da Igreja Messiânica.

Parque Estadual Jaraguá

Fonte: Shutterstock

Para quem não sabe, São Paulo tem sim algumas notórias áreas verdes, apesar de passarem quase despercebidas em meio a todo o cinza da cidade.

O Parque Estadual Jaraguá por exemplo, com seus 492 hectares, abriga um dos últimos remanescentes de Mata Atlântica da Região Metropolitana de São Paulo.

Em suas trilhas é possível observar riquezas da flora e da fauna local, como o macaco-prego, tucano-do-bico-verde, bicho-preguiça, palmito-juçara, guapuruvus, ipê-amarelo, pau-d’alho, entre outros.

O “Senhor dos Vales”, significado da palavra Jaraguá no tupi, possui o ponto mais alto da cidade, com 1.135 metros de altitude.

No Pico do Jaraguá, o visitante tem acesso a um panorama incrível da capital, visualizando várias partes da cidade.

Você pode chegar percorrendo os quatro quilômetros da Trilha do Zé Pai, observando a mata, ou pela Trilha do Silêncio, mais indicada para iniciantes.

Parque Ibirapuera

Fonte: Shutterstock

O Ibirapuera é um destino mais badalado entre os moradores e visitantes de São Paulo, mas nem por isso menos interessante. Com certeza é um lugar gratuito para visitar em SP que vale a pena.

Além de suas áreas verdes e lagos, o Parque oferece inúmeros espaços culturais. Ou seja, opções de passeios em meio a natureza e programação cultural em um mesmo lugar. Bom demais não é!?

Além de várias possibilidades de atividades ao ar livre, como correr, pedalar, andar de skate, fazer piquenique, etc., você também pode conhecer um dos vários centros culturais que permeiam o parque.

Tem o Museu de Arte Moderna, o Museu Afro Brasil, a Fundação Bienal, e o Auditório Ibirapuera, que sempre tem programação gratuita ou preços populares.

Também tem o Planetário Prof. Aristóteles Orsini, que oferece um espaço para quem deseja saber mais sobre ciências e astronomia, participando de palestras e visitas guiadas, além de poder contemplar corpos celestes no observatório.

Além disso, a famosa Fonte do Ibirapuera, cartão-postal da cidade, funciona todos os dias do ano e oferece um espetáculo multimídia, mágica de luzes e águas.

Outros parques de São Paulo

Parque da Água Branca / Fonte: Shutterstock

Como já deu para perceber até aqui, São Paulo, ao contrário do que muitos pensam, oferece várias áreas verdes para seus moradores e visitantes.

Lugares gratuitos em SP que são verdadeiros refúgios para quem deseja sair um pouco da rotina corrida e rodeada por concreto dessa metrópole.

A cidade possui vários outros parques belíssimos para você desfrutar, seja sozinho, com os amigos ou a família, vale a pena tirar um tempo para conhecer essas atrações.

Alguns exemplos desses espaços são o  Parque da Água Branca, Parque da Independência, Parque da Aclimação, Parque Buenos Aires, todos com entrada gratuita e o Jardim Botânico, que tem o custo para entrada de R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia).

Free Walking Tour e Bike Tour

Uma forma legal de conhecer São Paulo é fazendo um Free Walking Tour, atividade gratuita que permite conhecer pontos legais da cidade caminhando em grupos. Geralmente os locais visitados são os arredores da Av. Paulista, Centro Velho e Vila Madalena.

Outra ótima opção gratuita são os passeios de Bike Tour. O grupo fornece bicicletas e organiza um roteiro pelos pontos turísticos da cidade, como o Parque do Ibirapuera e a Av. Paulista.

2)Programas culturais em SP gratuitos

Em São Paulo, o que não falta é opção de programação cultural gratuita para você aproveitar.

São diversos museus, centros culturais, prédios antigos, monumentos arquitetônicos, galerias, etc., para você apreciar toda a efervescência desta grande cidade.

O legal é sempre procurar páginas que dão dicas do que está rolando na cidade, como o Catraca Livre, que disponibiliza uma agenda com vários programas gratuitos ou até mesmo o site da Prefeitura, que possui uma página dedicada aos turistas.

Separamos algumas opções de lugares para visitar em SP gratuitos. Confira!

Pinacoteca do Estado de São Paulo

Fonte: Shutterstock

A Pinacoteca do Estado possui um acervo fantástico de obras de artistas renomados como Portinari e Anita Malfatti, além de receber as principais exposições que chegam à cidade.

A sua arquitetura também merece toda a atenção dos visitantes. O prédio, construção do século XIX, é todo em tijolo aparente.

A visitação é gratuita aos sábados e nos outros dias da semana os ingressos custam R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia).

Cinemateca Brasileira

Fonte: Página Institucional da Cinemateca Brasileira

O prédio localizado na Vila Mariana, onde no início do século 20 funcionava o matadouro municipal, abriga hoje o espaço conhecido como Cinemateca Brasileira.

Possui em suas instalações salas de projeção, conservação e restauro de filmes e o maior acervo de audiovisual da América do Sul.

São cerca de 250 mil rolos de filmes e mais de um milhão de documentos relacionados ao cinema, como fotos, roteiros, cartazes e livros, entre outros.

Red Bull Station

Fonte: Divulgação/Lost Art/Red Bull Content Pool

Outro antigo prédio da cidade, construção de 1926 tombada como patrimônio histórico, abriga mais um centro cultural, com programação variada e gratuita para a população.

O Red Bull Station leva muita música e cultura em geral para a vida paulistana. São cinco andares onde se misturam diferentes expressões, com projetos que envolvem música, arte, dança, tecnologia maker e inovação social.

Becos da Vila Madalena

Fonte: Shutterstock

Quem não tem algum amigo que já postou uma ou várias fotos no famoso Beco do Batman ou do Aprendiz, situados na Vila Madalena. O lugar é coberto de grafites multicoloridos, inclusive de artistas famosos.

Esse é outro lugar gratuito para visitar em São Paulo que você não pode perder!

Localizado na Zona Oeste de São Paulo, o bairro ainda oferece diferentes opções gastronômicas, diversos bares, casas noturnas, lojas e muitos centros culturais.

Centro Cultural de São Paulo

Fonte: Página Institucional do Centro Cultural de São Paulo

Além de ser um espaço multidisciplinar incrível, o Centro Cultural de São Paulo (CCSP) é o lugar com uma das programações culturais gratuitas mais variadas e interessantes da cidade.

O local reúne um conjunto de bibliotecas multidisciplinares, coleções e acervos da cidade, além de uma programação fantástica de artes visuais, cinema, dança, literatura, música e teatro, atividades educativas, ateliês abertos, cursos e oficinas.

Avenida Paulista

Fonte: Portal do Governo de São Paulo

Cartão postal da cidade, a Avenida Paulista é dos pontos mais movimentados de São Paulo e está repleta de atrações para todos os gostos. Além de ser um dos lugares para visitar em SP gratuito e super tradicional!

Teatros, cinemas, museus e centros culturais, assim como feiras artesanais e apresentações de artistas de rua.

Na verdade, apenas caminhar pela Paulista já é uma atração à parte. Com certeza o melhor programa para entrar no clima desse gigantesco centro urbano.

E, se você gosta de pedalar, vale até alugar uma bike compartilhada para percorrer a famosa ciclovia que corta a avenida.

Em sua extensão, os visitantes podem aproveitar para conhecer o Museu de Artes e São Paulo – MASP, que tem entrada gratuita às terças-feiras, a Casa das Rosas, o Itaú Cultural, o Instituto Moreira Salles e o SESC Paulista, todos com entrada gratuita todos os dias.

Aos domingos, a Paulista fecha para carros e é aberta aos pedestres, reunindo uma infinidade de atividades culturais e de lazer.

As pessoas ocupam a avenida para andar de bike, ouvir as bandas de rua, ver apresentações artísticas e caminhar entre as barracas dos artesãos que expõem diferentes trabalhos.

Fundação Maria Luisa e Oscar Americano e a Casa de Vidro de Lina Bo Bardi

Fonte: Página institucional do Instituto Bardi

Este é um ponto menos conhecido entre os paulistas e visitantes da cidade, ideal para quem deseja fugir das rotas mais badaladas e se encantar com projetos que misturam arquitetura, arte e paisagismo.

A Casa de Vidro de Lina Bo Bardi, ícone da arquitetura modernista brasileira que desenhou as linhas do MASP, encanta os apreciadores de projetos arquitetônicos e preserva a memória da arquiteta.

Na Fundação Maria Luisa e Oscar Americano, a atração é a casa modernista projetada por Oswaldo Arthur Bratke,  além de um museu com obras de artistas do século XX, como Portinari, Di Cavalcanti, Brecheret e Lasar Segall.

Além das duas construções, o jardim da propriedade, repleto de esculturas e espécies raras como jacarandá, sibipiruna, pau-brasil e pau-ferro, encantam os visitantes.
No Instituto Lina Bo Bardi a entrada é gratuita. Já na Fundação Maria Luisa  e Oscar Americano, a entrada é gratuita apenas aos sábados, nos outros dias tem o custo de R$10 (inteira) e R$5 (meia).

Instituto Tomie Ohtake

Fonte: Wikipedia

Esse é mais um destino imperdível para os fãs de arquitetura. As curvas nada convencionais do Instituto Tomie Ohtake chamam a atenção de quem passa pela Rua dos Coropés.

Além do seu design arrojado, o edifício é palco de várias exposições temporárias, com entrada gratuita e ainda possui um espaço super agradável para um bom almoço.

Concertos Gratuitos

Para os apreciadores de música, São Paulo também tem ótimos espetáculos gratuitos a oferecer.

O Theatro Municipal e a Sala São Paulo sempre realizam apresentações abertas ao público.

Além de curtir apresentações gratuitas, com música da melhor qualidade, o público ainda pode fazer uma visita guiada pelos espaços.  

Vale a pena ficar de olho nas agendas com a programação do Theatro Municipal e da Sala São Paulo e conferir o que está rolando.

Pateo do Collegio – O berço de São Paulo

Fonte: Página Institucional do Pateo do Collegio

A região do Pateo do Collegio é um prato cheio para quem gosta de passeios para conhecer melhor a história da cidade.

O edifício do Pateo marca o ponto exato onde nasceu São Paulo. A casa de pau a pique, onde os jesuítas se reuniam para catequizar os indígenas, deu início, em 1554, a essa grande metrópole que vemos hoje.

O local abriga uma verdadeira riqueza da história de São Paulo. Nele estão situados a Igreja São José de Anchieta, o Museu Anchieta, o Museu de Arte Sacra dos Jesuítas e a Biblioteca Padre Antônio Vieira.

Na mesma região, ainda é possível conhecer o Solar da Marquesa de Santos, o Beco do Pinto e a Casa da Imagem.

A região do Pateo do Collegio pode ser visitada de graça. Já a entrada nos museus custa  R$8 (inteira) e R$4 (meia).

Para quem gosta de história, esse é um dos lugares gratuitos para visitar SP que não podem faltar na lista.

3)Lugares em SP destinados a compras, gastronomia e boemia

Mercado Municipal / Fonte: Wikimedia Commons

Aqui destacam-se as famosas ruas de SP destinada a compras, que recebem turistas de toda parte do Brasil a procura de mercadorias abaixo do preço de mercado para revenda.

Temos também as ruas mais boêmias da cidade e aquelas famosas por sua gastronomia. Além da diversidade de cores e sabores exposta em suas feiras de rua e mercados abertos.

Confira dicas de lugares para visitar em SP gratuitos e aproveitar tudo o que essa grande cidade tem a oferecer!

Bairro da Liberdade

Passear pelas ruas do Bairro da liberdade é um programa gratuito em SP repleto de atrações variadas e super divertidas.

O local é marcado pela forte presença da cultura oriental na cidade, com a maior comunidade de japoneses do mundo, residente fora do Japão. São inúmeras lojas com produtos asiáticos, restaurantes, feiras populares e tem até a comemoração do ano novo chinês.

Outra atração que enlouquece os turistas são as inúmeras lojas cheia de produtos com preços imperdíveis. E, aos sábados, o bairro fica ainda mais animado, com os seus famosos Karaokês, espetáculo que você pode curtir de graça, só paga se também quiser soltar a voz.

25 de Março

Essa é o ponto preferido para quem gosta de pechinchar. Parada obrigatória de quem vai a São Paulo atrás de compras.

Preços mega atraentes e uma infinidade dos mais variados produtos estão expostos nessa rua, que é a perdição para quem não deseja gastar.

Mas, mesmo sem comprar nada, só o passeio pela movimentada rua, admirando e experimentando suas, muitas vezes, inusitadas mercadorias, já vale a pena.

Mercado Municipal

Prato cheio para quem quer apreciar cheiros, gostos, texturas e sabores e sem precisar pagar nada por isso, a não ser que queira levar algum produto para casa.

Além de admirar sua belíssima arquitetura e sua infinidade de mercadorias, no Mercado Municipal você pode experimentar vários petiscos, pois existe uma grande oferta de degustação.

Ótima opção de lugar gratuito para visitar em SP!

Pastel de Feira

O pastel é o quitute mais famoso de São Paulo e existe até concurso para eleger o melhor da cidade. Alguns dos mais famosos são o Pastel Kyoto e o Pastel da Maria.

As feiras de ruas estão repletas dos mais variados sabores de pastéis para você experimentar e,  apesar de ter que pagar pela iguaria, o passeio é gratuito.

As feiras de rua estão espalhadas por toda a cidade, você encontra a programação no site da Prefeitura.

Mooca

Esse é um bairro de tradição italiana e é famoso por sua culinária típica, com suas muitas cantinas.

No bairro também está localizado o Museu da Imigração, local da antiga Hospedaria de Imigrantes, além da Maria Fumaça, pela qual os imigrantes chegavam à cidade.

Bixiga

Reduto boêmio da cidade e berço do samba paulistano, o Bixiga é um dos bairros mais tradicionais e badalados de São Paulo.

Bares com rodas de samba, cantinas italianas, lojas de arte e feiras de antiguidades movimentam suas ruas, com atrações para todos os gostos e todos os bolsos.  

Rua Augusta

A Rua Augusta é uma das melhores opções para os boêmios e possui uma pegada mais alternativa.

Lojas e gente descolada, bares badalados e casas noturnas para todos os gostos. A Rua, próxima da Av. Paulista, é referência para quem quer aproveitar as noites agitadas de São Paulo.

Shoppings

Quem pensa em São Paulo como destino, já visualiza como uma de suas principais atrações a infinidade de shoppings que a cidade oferece.

São muitas opções, para todos os gostos e bolsos. Cada região possui inúmeras possibilidades para quem está passando por perto.

A verdade é que seria preciso um post exclusivo para falar sobre os inúmeros shoppings de SP. Por isso, a melhor opção é buscar por aqueles localizados próximos a você e que se encaixem em seu orçamento.

Gostou das nossas dicas? Agora que você já conhece os lugares para visitar em SP gratuitos, está preparado para criar o seu roteiro e aproveitar o melhor de São Paulo gastando pouco.

Se você curte dicas como essas, que ajudam a economizar e conhecer coisas novas gastando pouco ou nada, vai gostar de saber que no Big Tester é fácil experimentar produtos das mais renomadas marcas e de graça.

Cadastre-se agora e receba várias novidades para testar em casa.